terça-feira, 17 de novembro de 2009

TEMPORADA CHICO BUARQUE


 Temporada Chico Buarque

Em uma sociedade aonde, muitas vezes, o reconhecimento vem apenas no pós morte, prestigiar e reconhecer em vida os gênios vivos é uma justa homenagem a quem fez e faz o Brasil ser reconhecido como um país culturalmente rico.
Chico Buarque de Holanda é um dos maiores artistas da história brasileira. E é por reconhecer tal mérito, que se idealizou a primeira Temporada Chico Buarque.
Uma série de shows realizados por também grandes artistas locais e nacionais em que a genialidade, desse ícone da música, será exaltada numa festa de alegria e emoção.
Essa Temporada Chico Buarque, encere-se dentro do Projeto Cantos e Encantos. Que visa divulgar, promover e reconhecer os artistas locais, como também, convidados especiais de outras regiões, buscando espaços para mostrar seus trabalhos e talentos.
A Temporada Chico Buarque, acontecerá no Vila Bar & Bistrot nos dias 03, 10, 18 e 19 de Dezembro, sempre às 21h. Em Cada temporada um novo local e novos convidados. Nessa Primeira Temporada foram convidados os seguintes artistas:
03/12 – Marcos Caffé;
10/12 – Yara Nantes (cantora paulista, convidada especial);
18/12 – Fhatima Santos;
19/12 – Masôr Costa.

Realização: FS Produções Musicais e ArtCena Produções
Serviços: Vila Bar & Bistrot,
Rua Sabino Pires 05 – Aldeota
Fones: (85) 3224.3348 / 8869.8225 / 8878.4174 /
Hora: 21h
Entrada: R$: 10,00

SHOW EM HOMENAGEM AO DIA NACIONAL DO SAMBA
















SAMBA - Origem
Apesar de impossível precisar a origem do Samba, provavelmente começou com duas tribos; os Curumbás, do interior do Nordeste, na época da seca do Sertão, iam para o litoral com o intuito de ganhar dinheiro, e para festejar a colheita eles levavam viola e dançavam o "semba", como era chamado. E com os Amocreves, que levavam especiarias para vender no litoral. À noite, quando acabavam o trabalho, também dançavam o "semba". Existe uma gramática na língua Cariri de 1699, que já falava do samba. O contato com os escravos trazidos, fez com que o samba ganhasse mais 'beleza', incluindo nele as palmas e a umbigada. "Todo engenho tinha uma roda de samba. Com os negros, ele ganhou o atabaque, a cuíca e o gongo".
 Um fato importante é que os índios e caboclos desceram para o Sul pelo interior e os negros difundiram esse ritmo pelo litoral. Chegando ao Rio de Janeiro,tornou-se a alma da dança do Brasil.
Originalmente a dança teve movimentos de mão muito característicos, derivados de sua raiz ritualista, quando eram segurados pequenos recipientes de ervas aromáticas em cada uma das mãos e eram aproximadas do nariz do dançarino cuja fragância excitava. Havia muito trabalho de solo e antes de se tornar uma dança de salão, teve passos incorporados do maxixe.
A partir de meados de 1915, sambistas como Marçal, Pixinguinha, Ismael Silva, Bidê, Donga, Elói e Nilton Bastos conseguiram consolidar o chamado "samba de morro". O primeiro samba, Pelo Telefone, de Donga e Mauro de Almeida, foi gravado em 1917. Tempos depois, o samba toma as ruas e espalha-se pelos carnavais do Brasil. Neste período, os principais sambistas são: Sinhô Ismael Silva  e Heitor dos Prazeres. Mas foi, provavelmente, Carmem Miranda, a brasileira mais conhecida de todos, que com tremenda vitalidade e perícia de atriz, colocou o samba como o mais excitante e contagiante ritmo do mundo.
Em 1928 foi criada a primeira Escola de Samba do Brasil, a Deixa Falar. Os sambistas já não eram perseguidos pela polícia nem considerados baderneiros.
Na década de 1930, as estações de rádio, em expanção pelo Brasil, passam a tocar os sambas para os lares. Os grandes sambistas e compositores desta época são: Noel Rosa autor de Conversa de Botequim; Cartola de As Rosas Não Falam; Dorival Caymmi de O Que É Que a Baiana Tem?; Ary Barroso, de Aquarela do Brasil; e Adoniran Barbosa, de Trem das Onze. 
Nas décadas de 70 e 80, começa a surgir uma nova geração de sambistas. Onde se destacam: Paulinho da Viola, Jorge Aragão, João Nogueira, Beth Carvalho, Elza Soares, Dona Ivone Lara, Clementina de Jesus, Chico Buarque, João Bosco e Aldir Blanc.
Principais tipos de Sambas:
Samba-enredo, Samba de partido alto, Pagode, Samba-canção, Samba carnavalesco, Samba-exaltação, Samba de breque, Samba de gafieira e Sambalanço.
De tão grande e importante que é o Samba ganhou até um dia próprio. 02 de Dezembro é oficialmente o Dia Nacional do Samba. Surgiu por iniciativa de um vereador baiano, Luis Monteiro da Costa, para homenagear Ary Barroso. Ary já tinha composto seu sucesso "Na Baixa do Sapateiro", mas nunca havia posto os pés na Bahia. Esta foi a data que ele visitou Salvador pela primeira vez. Engraçado, não? A festa foi se espalhando pelo Brasil e virou uma comemoração nacional. Porém, atualmente apenas duas cidades costumam comemorar o Dia do Samba, Salvador e Rio de Janeiro.
Por tal relevância, a cantora e interprete Fhatima Santos propõe o movimento de reconhecimento desta importante data no calendário oficial de nossa Fortaleza.
Reconhecer a importância, desse ritmo na formação da cultura brasileira e de nossa identidade cultural, é primordial numa sociedade que tem uma herança cultural tão grande quanto a brasileira. E a sociedade cearense, não pode ficar as margens dessa herança.
O Samba não é apenas mais um ritmo, é um Ícone de toda a cultura nacional, reconhecido mundialmente como algo genuinamente brasileiro, todos os Estados possuem forte formação musical tendo o Samba como base. E o Ceará, como não pode ficar de fora, procura reconhecer a importância e a força deste símbolo nacional.
Para buscar conscientizar da importância desse dia será realizado um show em homenagem ao Samba. Uma festa de alegria e emoção embalada por esse ritmo cativante. No próprio dia 02 de Dezembro, no Vila Bar & Bistrot , às 21h, dentro do Projeto “Cantos e Encantos”. Projeto que visa valorizar a cultura e artistas locais.
Maiores informações:
Serviço: Vila Bar & Bistrot
Rua Sabino Pires, 05, Hora: 21h
Couvert: R$:5,00
Fones: (85) 3224.3348 / 8869.8225 / 8878.4174
Realização: FSProduções Musicais & ArtCena Produções

INTERPRETE FHATIMA SANTOS

Minha foto
Fortaleza, Ceará, Brazil
Uma mulher que a cada dia tenta compreender e tolerar as mudanças do mundo. Uma cantora que aprende todo dia que cantar é divino e que nada ainda aprendeu. Uma mãe como outras do mundo inteiro.Cheias de dúvidas e contradições,medo e inseguranças para guiar seus filhos. MEU RELEASE NESSE LINK: http://rapidshare.com/files/286678294/Release_Fh__tima_Santos3.doc.html

Seguidores